Após entrada não autorizada em CT, Bamor vai ficar 60 dias sem poder ir ao estádio

A decisão foi tomara pelo Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe)

Foto: Felipe Oliveira / ECBahia


A torcida organizada Bamor, a maior do Bahia, foi punida com 60 dias de afastamento dos estádios. A decisão foi tomara pelo Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe), em Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado com a organizada.


"Assim à Diretoria informa aos nossos integrantes que entre 19 de Janeiro de 2022 a 19 de Março de 2022, em respeito a decisão emitida pelo Comandante do BEPE, fica proibido o uso de qualquer material da nossa instituição nas praças esportivas. A proibição perpassa pela NÃO presença da bateria, camisas, bandeiras e faixas da Torcida Bamor em jogos do Esporte Clube Bahia", diz o texto do grupo


A punição aconteceu após o que o Bahia classificou de "invasão" do Centro de Treinamento Evaristo de Macedo. Na ocasião, membros da torcida cobraram diretoria e jogadores.


"Chama atenção que a Diretoria do Esporte Clube Bahia que 'prega a democracia' e defende a diversidade, não sabe lidar com cobranças acerca da péssima gestão a frente do clube, o que culminou no rebaixamento, após diversos insucessos da má gestão. Covardemente sequer os Dirigentes registraram o boletim de ocorrência, coagindo um funcionário a registrar o B.O (onde em nenhum momento a instituição é citada), pois sabem que nosso protesto além de acertivo, é democrático e que não houve invasão ao CT Evaristo de Macedo como a diretoria do clube disseminou na imprensa", disseram.


O grupo reafirmou ainda que a "inquietação" só vai acabar quando "expurgarmos do nosso clube todos INCOMPETENTES e FRACASSADOS que gerem a nossa maior paixão, o ESPORTE CLUBE BAHIA".


Veja, abaixo, a nota completa:



Leia mais: Bamor cobra elenco e diretoria do Bahia durante treino deste sábado; veja vídeo Bahia diz que Bamor entrou no CT sem autorização e vai à polícia Bamor pegou 'ponga' em entrada de carro para acessar CT do Bahia; veja vídeo Bamor protesta em frente ao prédio onde mora Guilherme Bellintani; veja vídeo