Bahia notifica Rede Globo e pede retratação sobre acusação contra Ramírez; afirma presidente

Clube irá pedir retratação do programa em defesa de seu atleta

Foto: Reprodução/ Internet

No Esporte Espetacular de domingo (14), foi passada uma matéria que citava diversos casos – comprovados – de racismo no futebol. Dentre os citados, a acusação do meia Gerson, ex jogador do Flamengo, contra índio Ramirez jogador do Tricolor.


Na ocasião, Gerson, em entrevista após a partida, teria dito ouvir o jogador do Bahia chama-lo de negro, durante o jogo, disputado em dezembro de 2020.


Após dois meses de investigação, o caso foi arquivado por falta de provas que pudessem incriminar o atleta de cometer tais atos de inúria racial. Vale ressaltar, que o próprio Gerson, não compareceu para prestar depoimento no dia de sua audiência no STJD.


Todos esses detalhes foram ignorados pela Rede Globo quando a matéria foi ao ar no Esporte Espetacular de domingo passado.


Em entrevista ao portal ecbahia.com, o presidente Guilherme Bellintani comentou sobre o caso:


“A resposta ao Esporte Espetacular está sendo dada sob o ponto de vista jurídico. O Bahia já notificou a Rede Globo para que se corrija a informação passada no sentido de que houve racismo naquele caso", afirmou o mandatário.


Bellintani também comentou sobre sua postura acerca do caso na época, e de como agiu diante a reportagem do programa em questão.


"Depois de toda a investigação e tudo o que foi discutido, inclusive o Bahia apoiando toda a investigação. Eu, muitas vezes criticado, porque considerei fortemente a voz da vítima, como sempre deve ser na minha opinião, mas depois que tudo foi apurado e nada foi identificado e comprovado contra nosso atleta, infelizmente a Rede Globo ainda insistiu em colocar o Bahia em um caso de racismo. O que não é verdade. Nós já notificamos judicialmente para que corrija essa informação".

728x90-Campanha-BNAutos.gif