top of page

Bahia retrocede e volta a contratar atletas femininas sem vínculo profissional

Em dezembro do ano passado, o Bahia decidiu suspender as atividades do futebol feminino até o mês de abril

Foto: Felipe Oliveira / ECBahia


O Bahia voltou na sua política de contratação para o futebol feminino e retomou a contratação sem vínculo profissional. A mudança pode ser vista no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Só no dia de ontem, cinco atletas femininas foram contratadas com esse modelo de não estabelecer um vínculo empregatício. Com isso, elas não têm direito a férias remuneradas, FGTS e 13º salário. A profissionalização foi uma conquista celebrada pelo clube em 8 de março de 2021, mas não durou nem um ano.

Em resposta ao Info Bahêa, o clube disse que foi preciso readequar os contratos do time feminino à realidade orçamentária.

Mesmo as atletas que ficaram no clube tiveram o contrato profissional se encerrando em dezembro e aceitaram permanecer, entendendo a dificuldade do momento, segundo o Tricolor.

Em dezembro do ano passado, o Bahia decidiu suspender as atividades do futebol feminino até o mês de abril. A decisão foi comunicada às jogadoras por meio do vice-presidente do clube, Vitor Ferraz, no CT Evaristo de Macedo.

bottom of page