Barroca se despede do Bahia: 'Saio com dever cumprido'

Barroca dirigiu o Tricolor em seis jogos, conquistando dois triunfos e quatro empates

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia


O técnico Eduardo Barroca deixa o Bahia com o sentimento de dever cumprido, segundo o Bahia Notícias. O treinador assumiu o comando do time na reta final da Série B, mas só conseguiu o acesso somente na noite deste domingo (6), ao vencer o CRB por 2 a 1, no Rei Pelé, pela última rodada.


"Assumi compromisso até o jogo de hoje. Saio com dever cumprido. O clube ainda não se permitiu conversar sobre o futuro, mas estou muito feliz com a oportunidade de ter dirigido o Bahia novamente e, principalmente, ter ajudado a entregar junto com os jogadores, que são os protagonistas, o Bahia de volta à Série A", afirmou na entrevista coletiva.


Barroca dirigiu o Tricolor em seis jogos, conquistando dois triunfos e quatro empates. Ele foi contratado após a demissão de Enderson Moreira com a missão de manter o time no G-4 e conquistar o acesso. Antes dos dois, a equipe foi comandada por Guto Ferreira.


"Tinha uma missão grande de não desconstruir o que vinha sendo construído. Tenho respeito muito grande pelos colegas que iniciaram. Meu trabalho foi basicamente dar serenidade e tranquilidade para que eles pudessem jogar esses jogos finais dentro do maior potencial. Ficou um pouquinho de frustração, porque a gente queria entregar esse acesso em casa, eu especialmente por tudo aquilo que senti de novo e ter vivido aquela emoção na Fonte Nova. Mas, torcedor do Bahia, pode ter certeza que esse grupo é muito comprometido com tudo e o tempo todo lutou para que isso acontecesse", disse Barroca. "Hoje eu acho que a gente teve a oportunidade de consolidar com uma vitória o resultado e, obviamente, o acesso do Bahia que tem que permanecer na Série A sempre, porque é gigante, tem uma grande torcida, uma grande história e um grande futuro ao meu ver", completou.


O Bahia terminou a Série B no terceiro lugar com 62 pontos, mesma pontuação do Vasco, que ficou em quarto. Os dois completaram as quatro vagas do acesso, se juntando ao Cruzeiro e Grêmio, que já haviam garantido seus retornos à elite do futebol brasileiro de forma antecipada.