Bellintani assume que contratação de Cirino foi um erro e diz que jogador pediu para sair

No Bahia, ele fez oito partidas, marcou dois gols e deu uma assistência

Foto: Felipe Oliveira / ECBahia


Presidente do Bahia, Guilherme Bellintani assumiu que a contratação do atacante Marcelo Cirino foi “um erro” e que o clube “perdeu algum dinheiro” com ele. Cirino chegou lesionado ao tricolor, se recuperou e, após alegar problemas pessoais, deixou o Tricolor.


“Apostamos na retomada nele. Surgiu o fato da bomba, depois o problema familiar. Ele me disse que não tinha mais clima, que não queria ficar. Ele me procurou de maneira civilizada, disse que precisava voltar ao Paraná. Ele abriria mão de tudo e o Bahia liberava ele para procurar um clube na região do Paraná. Eu olho no olho das pessoas. Tem horas que temos que dizer que perdemos algum dinheiro, erramos, mas qualquer coisa diferente depois seria um erro”, afirmou, ontem (9), durante coletiva.

De acordo com o presidente do Tricolor, Cirino abriu mão de receber os direitos de imagem. No Bahia, ele fez oito partidas, marcou dois gols e deu uma assistência.