Bellintani nega salários astronômicos de Vinícius e Rodriguinho

Outro atleta que voltou ao Bahia por conta do alto salário foi o goleiro Douglas Friedrich

Foto: Felipe Oliveira / ECBahia


Presidente do Bahia, Guilherme Bellintani afirmou que o Tricolor não paga os salários que a imprensa divulgou a seus jogadores. Ele citou dois casos: o meia Rodriguinho e o atacante Vinícius.

Rodriguinho tinha negociação com o Santos, mas o clube e o atleta não chegaram a um acordo. Jornalista, Jorge Nicola afirmou que o ex-camisa 10 do Bahia recebia R$ 600 mil mensais. Já Vinícius, contratado pelo Bahia, mas que vai jogar por empréstimo no Goiás, receberia a quantia de R$ 180 mil, fato negado por Bellintani.

“Primeiro tem uma coisa aí que são as fake News. Disseram que Rodriguinho ganhava R$ 600 mil. Eu não vou desmentir se não eu não trabalho. As pessoas tratam de salários de jogador como se fosse uma verdade plena. Outro dia eu vi que contratamos Vinicius por R$ 180 mil. Os salários até 2020 eram um. Os salários depois da pandemia são diferentes. É normal que ao avaliar um contrato antigo não caiba mais no orçamento”, afirmou.

Outro atleta que voltou ao Bahia por conta do alto salário foi o goleiro Douglas Friedrich, que não ficou no Juventude por conta da remuneração.


Leia também:


"Time de Transição acaba como projeto isolado", revela Bellintani


Bahia aguarda inquérito sobre Clayson e confirma saída de Lucas Fonseca


Apesar da renovação automática, Rossi pediu para deixar o Bahia


728x90-Campanha-BNAutos.gif