top of page

Cauly foca no Bahia e revela: “vim com sentimento especial e objetivo grande”

Assediado por grandes times brasileiros, o meia demonstrou estar imerso no projeto atual

Foto: Letícia Martins/ EC Bahia

Uma dos maiores destaques do Brasileirão atualmente, Cauly chegou de mansinho ao futebol nacional quando foi contrato pelo Bahia no início da temporada. Nascido em Porto Seguro, o atleta se mudou para Alemanha muito novo, e por lá, iniciou sua carreira como jogador.


O meia saiu do "anonimato" após suas boas atuações pelo Bahia neste ano, e por estar sempre mostrando evolução a cada jogo que passa. Atleta tem contrato com o Bahia até o fim de 2026, e segundo apuração do repórter Marinho Jr. sua multa rescisória gira em torno dos R$ 270 milhões.


Assediado por clubes como Palmeiras e Botafogo, Cauly falou sobre o seu longo tempo de contrato com o Bahia, se manteve focado no projeto, e demonstrou vontade para alcançar seus objetivos.


“Sempre falei, quando aceitei a proposta do Bahia, de vir para cá, vim com sentimento especial, objetivo grande, acreditando muito nesse projeto, sempre sonhando grande, títulos, muitos gols, assistências, boas atuações. Manter os pés no chão, mas a gente sabe que, no futuro, se a gente se dedicar ao máximo possível, pode ser muito brilhante com esse projeto, e vamos trabalhar para isso. Futuro vai ser muito bom para todos.” Revelou.


Na partida diante do Goiás, Cauly deu duas assistências para o atacante Everaldo, que desencantou depois de meses sem marcar pelo Campeonato Brasileiro. O meia diz ter ficado feliz pelo atleta, e deseja contribuir com mais assistências até o fim da temporada. Para descontrair, Cauly foi questionado se cobrou ao camisa 9 pelos dois passes para gol.


“Vou perguntar isso para ele, nem comentei. Talvez um jantar, um almoço. Brincadeira. Fico feliz por Everaldo, com certeza estava faltando para ele, nesse momento de turbulência. Mas a gente vinha continuando, tentando trazer confiança para ele e acho que agora saiu ali a coisa ruim e é isso, vamos trabalhar para dar mais assistências para ele e ele fazer mais gols.” Disse.


Confira a entrevista coletiva completa:


Comments


bottom of page