Clayson agride mulher e Cuiabá encerra contrato; jogador pertence ao Bahia

A garota, de 22 anos, foi internada após tentar tirar a própria vida

Foto: Ascom Dourado


O atacante Clayson foi acusado, na última terça-feira, de agredir fisicamente uma mulher dentro de um motel em Cuiabá, cidade onde ele mora e joga, por empréstimo. Ele pertence ao Bahia.


De acordo com o G1, a garota, de 22 anos, foi internada após tentar tirar a própria vida. À polícia, a mulher contou que na noite de segunda-feira (6) para terça-feira (7) estava em um motel com três homens e duas mulheres.


Em determinado momento, o jogador de futebol quebrou uma garrafa e agrediu a mulher, de acordo com o boletim de ocorrência.


Hoje, dias após a ocorrência, o Cuiabá rescindiu o contrato com o atleta.


Confira a nota do Cuiabá:


O Cuiabá Esporte Clube informa que tomou ciência ontem da existência de um Boletim de Ocorrência em que os atletas Clayson e Rafael Gava são acusados de lesão corporal a uma jovem.


Ao confrontar os jogadores, a direção ouviu a confissão da participação de Clayson no lamentável episódio. Já Rafael Gava teve sua versão de que estava em casa com familiares confirmada pelo próprio colega.


O Cuiabá lamenta profundamente o ocorrido e já informou Clayson que sua conduta extracampo é inaceitável e que encerrará seu vínculo imediatamente. O atleta, que pertence ao E.C. Bahia, foi excluído ontem mesmo do grupo que enfrenta hoje o Santos, na Vila Belmiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.


Em relação ao atleta Rafael Gava, o Cuiabá aguardará a conclusão das investigações para decidir qual atitude será tomada.


O clube de Mato Grosso reafirma publicamente seu repúdio a toda e qualquer forma de violência e de assédio, especialmente contra as mulheres, e contribuirá na apuração dos fatos e responsabilidades.