top of page

Cruzeiro e Procuradoria chegam a acordo, e clube não será julgado por cantos homofóbicos da torcida

Se julgado e punido, equipe poderia perder pontos no Campeonato

Foto: Gustavo Aleixo/ Cruzeiro

O Cruzeiro Esporte Clube chegou a um acordo com a Procuradoria do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva e não será julgado pelos cantos homofóbicos da torcida no triunfo por 1 a 0 sobre o Grêmio, no dia 8 de maio.


A transação disciplinar proposta pelo clube foi acolhida pela Procuradoria, mas ainda precisa ser homologada pelo STJD.


O julgamento que aconteceria na semana passada, foi transferido para esta segunda-feira (06), que acabou não ocorrendo, já que a proposta de transformar o julgamento e possível punição em medidas disciplinares foi aceita.


O clube se comprometeu a fortalecer a realização de campanhas e ações contra a LGBTfobia.

bottom of page