Daniel Cruz: Bahia notifica Athletico-PR e cobra R$ 1,2 mi por atleta

O prazo concedido para o Furacão quitar a dívida é de dez dias

Foto: Rafael Machaddo / ECBahia


O Bahia notificou ontem (29) o Athletico Paranaense pela contratação do atacante Daniel Cruz. O Tricolor alega ter direito a um pagamento de R$ 1,2 milhão por uma cláusula contratual.


O prazo concedido para o Furacão quitar a dívida é de dez dias. Caso o pagamento não seja realizado, o Bahia pretende acionar a Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD).



Documento encaminhado pelo Tricolor ao Furacão


Empresário de Daniel Cruz, Marcelo Pacheco afirmou ao Info Bahêa que não há "legitimidade" para fazer a cobrança.


"Muitas falas sobre este assunto dão conta de que o Bahia irá cobrar. Se houver, a cobrança não será legítima uma vez que o atleta e o novo clube oportunizaram o direto de preferência ao Bahia e o mesmo não o exerceu. O Bahia teve a oportunidade de equiparar a proposta para ficar com Daniel, mas não o fez. Assim sendo, perdeu o direito de preferência. Podem até cobrar só para continuar incomodando de alguma forma, contudo não será uma cobrança legítima, isto é, sem amparo legal", afirmou.


Stern refuta a tese e diz que o Bahia preenchia "todas as condições" para manter o atleta no seu plantel.


A relação entre os representantes de Daniel Cruz e o Bahia degringolou ao longo da estadia do jovem no Tricolor.


Cruz estreou profissionalmente nesta temporada, no jogo contra o Atlético-BA, em 4 de abril, pela última rodada do estadual. Ele entrou no intervalo do confronto, que terminou com vitória tricolor por 2 a 1. Depois não teve oportunidades.

728x90-Campanha-BNAutos.gif