top of page

Daniel fala sobre concorrência com Cauly e diz estar focado em ser campeão no domingo (02)

Atleta não deu pistas se seria titular, mas afirmou que pode atuar ao lado do camisa 8

Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia

O entrevistado na tarde desta sexta-feira (31) foi o meio campista Daniel. No Bahia desde 2020, o atleta pode conquistar nesse fim de semana seu terceiro título com a camisa do Tricolor.


Uma das lideranças da equipe, o atleta volta de suspensão e está à disponibilidade do técnico Renato Paiva para a grande final neste domingo (02), às 16h.


Na entrevista coletiva o atleta foi questionado sobre o estilo de estratégia que o time vai adotar para levantar a taça de campeão baiano.


“A estratégia vai ser muito parecida com o jogo de ida, nosso time vai tentar controlar o jogo. Ainda mais jogando dentro de casa, vai tentar pressionar bastante e tentar evitar o contra-ataque que é arma principal deles. Que dê tudo certo e a gente consiga sair com esse título.” Revelou.


O meia, que herdou a camisa 10 após a saída de Rodriguinho, vinha sendo titular e capitão da equipe desde a temporada passada. Neste ano, com a chegada do camisa 8 Cauly, Daniel acabou perdendo espaço como titular absoluto no meio-capo. O jogador comentou sobre a concorrência com o atleta.


“É uma disputa muito boa, sadia. É muito bom ter o Cauly no grupo. O importante é ter mais jogadores de qualidade para poder ajudar o Bahia. A gente ganhando é bom para todo mundo. O treinador já mostrou que a gente pode jogar junto como foi contra o Itabuna. O mais importante é o time sempre sair com o triunfo.” Disse.


O primeiro trimestre do time não foi como a torcida esperava. Goleadas para Sport e Fortaleza e vencendo apenas uma partida em casa, culminaram na não classificação do Tricolor para as fases finais da Copa do Nordeste. Título que seria de grande importância para o primeiro ano do Grupo City à frente do clube. Contudo, o time ainda segue vivo na Copa do Brasil e pode conquistar seu 50º título estadual nesse final de semana. Daniel falou sobre a relevância desta conquista.


“Representa bastante, até pelo nosso começo de ano conturbado. Ter saído da Copa do Nordeste precocemente foi horrível para a gente. Foram ruim as manifestações que aconteceram, nenhum jogador gosta de passar por isso, ninguém gosta. Vai ser muito bom a gente levantar essa taça para dar uma acalmada e podermos começar o Brasileiro e próxima fase da Copa do Brasil mais tranquilos e com mais confiança. Espero muito que a gente consiga dar essa alegria para a gente, para o torcedor, para a nossa família no domingo. Agora é ter foco total para não deixar esse título escapar.” Concluiu.

Comments


bottom of page