top of page

Gerente de Futebol critica ausência do VAR na 3ª fase da Copa do Brasil: "Retrocesso"

João Paulo Sanches se manifestou através do Twitter e defendeu a utilização da ferramenta

Foto: Rafael Machaddo/ EC Bahia

O Bahia ficou no empate sem gols contra o Azuriz-PR nesta terça-feira (19), na Fonte Nova, pelo jogo de ida da 3ª fase da Copa do Brasil.


A equipe saiu na bronca com a arbitragem por um suposto pênalti não marcado a favor, na segunda etapa, em disputa dentro da área envolvendo o zagueiro Salazar, do Azuriz-PR e o atacante Matheus Davó, do Bahia.


Na coletiva, o treinador Guto Ferreira já havia se pronunciado contra a arbitragem. "Eu tenho certeza que se tivesse VAR, teria sido pênalti no Davó", disparou.



Na manhã desta quarta-feira (20), o gerente de futebol do clube, João Paulo Sanches, também falou sobre a arbitragem e criticou a ausência do VAR na 3ª fase da Copa do Brasil. "Não pode haver este retrocesso", publicou.


Confira tweet completo:



Kommentare


bottom of page