top of page

‘Negociações bem adiantadas’, afirma Zago sobre acordo entre Grupo City e Bahia

Técnico do Bolivar, o brasileiro disse ao GE que negociação pode se concretizar em agostou ou janeiro

Foto: Divulgação/ AGP

Em entrevista ao Globo Esporte, o técnico Antônio Carlos Zago, técnico do Bolivar, falou sobre as negociações entre o City Football Group e o Esporte Clube Bahia, que estão perto de fechar um acordo para o Tricolor se tornar uma SAF.


O Bolivar, time comandado por Zago é o atual campeão boliviano e faz parte do conglomerado do fundo árabe. O técnico falou o que sabe até o momento sobre o desfecho do acordo e comentou sobre a metodologia do grupo.


"Pelo que eu sei, estão praticamente terminando as negociações para que o grupo assuma o Bahia. Não sabe se agora em agosto ou em janeiro. Mas as negociações estão bem adiantadas", disse o técnico.

“A gente torce para que dê certo, já que é um grande clube, com uma grande torcida, uma cidade grande. Então a gente torce para que dê certo e para que o Bahia volte a brigar por títulos. O Bahia foi um dos maiores clubes aí na década de 1980, conquistou Campeonato Brasileiro e merece ter novas grandes conquistas”, afirmou.


Após um ano fazendo parte do projeto, Zago elogiou a empresa e mandou um recado tranquilizando o torcedor Tricolor.


"Acredito que isso só vai engrandecer o Bahia. Acredito que foi uma escolha certa. O torcedor pode ficar tranquilo, porque é um grupo super sério, que só vai somar", projetou.


“Não estou participando diretamente das negociações, mas o Bahia vai sempre ser um clube grande. E agora vai ter por trás uma grande empresa, um grande grupo, com aporte financeiro também, investindo muito nas categorias de base, investindo para que a equipe possa voltar o mais rápido possível para a Série A, disse.


O técnico também explicou um pouco como o grupo aplicou a metodologia no clube boliviano e como agem no mercado.


“Você trabalha dentro de uma metodologia que tem o City, mas nunca privando você de colocar suas ideias. Eles auxiliam o Bolívar na parte organizacional, fora do campo, e na contratação de jogadores também. Foi assim que a gente trabalhou nos últimos meses. Eu cheguei aqui no meio do ano passado, e praticamente não deu tempo para contratarmos mais jogadores naquela oportunidade, então o time foi mesmo montado no início do ano. E esse ano, trabalhando sempre com o grupo, a gente pôde fazer algumas contratações, fazer uma melhoria no elenco, e conquistar o título do Torneio Apertura”, explicou Zago.


"A maioria dos jogadores que são contratados chegam pelo departamento de scouting do Grupo City, que monitora a América do Sul e busca jogadores com perspectiva de crescimento, de contratar jogadores para um clube menor e, depois, fazer uma transferência para um clube maior. Esse é o pensamento quando eles contratam um jogador", concluiu.

Comments


bottom of page