Pedro Henrique sobre gestão Bellintani: 'Acúmulo de equívocos'

Pedro acredita que o modelo implementado por Bellintani e Vitor Ferraz - atual vice-presidente - é centralizador

Foto: Divulgação


Para o ex-vice-presidente do Bahia, Pedro Henriques, a gestão Bellintani sofre de "acúmulo de equívocos".


"Eu entendo que a atual diretoria é muito diferente da que seria a minha se eu estivesse à frente do clube. Muito diferente da de Marcelo [Santana]", afirmou, em entrevista ao programa BN Na Bola, da rádio Salvador FM 92,3, apresentado por Emídio Pinto, Glauber Guerra e Ulisses Gama.


Pedro acredita que o modelo implementado por Bellintani e Vitor Ferraz - atual vice-presidente - é centralizador, o que tira a autonomia dos outros cargos de liderança. " "O modelo que foi explicado, de horizontalização, na verdade gerou uma centralização e um engessamento do clube. O Bahia precisa ter diretores, e precisam receber respaldo e confiança para executar seus trabalhos. Por exemplo, eu acho que o Bahia deveria ter um diretor de futebol. Agora, não adianta trazer e ele não ter a liberdade de tocar o departamento".