Quem fica de fora? Com seis estrangeiros, Bahia só poderá inscrever 5 por partida

Os estrangeiros que vestem a camisa tricolor são: Ramirez, Conti, Ruiz, Mugni, Rodallega e Isnaldo

Foto: Felipe Oliveira / ECBahia


A chegada do atacante argentino Eugenio Isnaldo ao plantel do Bahia fez com que o clube complete a inscrição de seis jogadores estrangeiros no seu elenco.

O número, no entanto, excede o limite de cinco determinados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Com isso, o Tricolor de Aço não poderá contar com todos os jogadores em uma mesma partida -- mesmo no banco de reservas.

A proibição atende ao artigo 42 da regulamentação da CBF. "Os Clubes poderão relacionar nas súmulas de cada partida até 5 (cinco) atletas estrangeiros, excepcionados os registrados como refugiados que, para efeitos das competições coordenadas pela CBF, equiparam-se aos atletas nacionais, sem nenhuma restrição de direitos", diz o texto.

Os estrangeiros que vestem a camisa tricolor são: Ramirez, Conti, Ruiz, Mugni, Rodallega e o já citado Isnaldo.

728x90-Campanha-BNAutos.gif