Testemunhas inocentam Clayson em caso de agressão; vítima fala em depoimento comprado

A investigação segue em segredo e a Delegacia Especializa de Defesa da Mulher afirma que só irá se pronunciar ao fim do inquérito

Foto: Asscom / Dourado


Testemunhas da suposta agressão do atacante Clayson contra uma garota de 22 anos teriam inocentado o atleta em depoimento à Polícia, de acordo com o UOL.


A reportagem afirma que as testemunhas isentaram o jogador da violência contra Danielle Sarti, autora das denúncias.


Além de Danielle, que acusa Clayson e outros dois homens de lesão corporal, a polícia colheu os relatos do ex-jogador do Corinthians e de Daniel Pio e Paulo Henrique — os dois amigos que o acompanhavam naquela noite. As versões das outras duas mulheres também contratadas pelo trio (Aline Lopes da Silva e Lylia de Lima) e do gerente da boate onde as garotas trabalhavam também foram ouvidas.


Em contato com UOL, Danielle afirmou que Clayson "comprou" os depoimentos. Ela reitera que foi agredida com chutes e garrafadas na noite do fato.


"A única coisa que posso dizer é que as duas meninas foram compradas porque elas presenciaram as agressões. O Daniel e o Clayson estão mentindo", afirmou.


A investigação segue em segredo e a Delegacia Especializa de Defesa da Mulher afirma que só irá se pronunciar ao fim do inquérito.

728x90-Campanha-BNAutos.gif