top of page

Copa do Nordeste: Bahia e Ferroviário empatam em jogo eletrizante

A primeira boa chegada foi do Bahia. No primeiro minuto de jogo, Ricardo Goulart completou, de cabeça, a cobrança de escanteio

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia


Em um jogo eletrizante no segundo tempo, Bahia e Ferroviário ficaram no 2 a 2 na noite deste sábado (4) na Fonte Nova. Todos os gols saíram na etapa complementar. Com o resultado, o Esquadrão de Aço conquistou seu primeiro ponto na Copa do Nordeste e está na sexta colocação do Grupo B, enquanto o Ferrão chegou a 4 pontos e ocupa a segunda posição do Grupo A.


A primeira boa chegada foi do Bahia. No primeiro minuto de jogo, Ricardo Goulart completou, de cabeça, a cobrança de escanteio. Douglas Dias fez boa defesa. O primeiro gol do time da casa só não saiu aos 24 minutos por um milagre do goleiro. Biel encontrou Kayky dentro da grande área, ele chutou cruzado de perna direita e a bola explodiu na trave. No rebote, Everaldo soltou a bomba e obrigou Douglas Dias a fazer grande defesa.


Dez minutos depois o Esquadrão de Aço perdeu nova oportunidade. Contra-ataque puxado por Ricardo Goulart que passou para Kayky. O camisa 37 entrou sozinho, mas finalizou no travessão, desperdiçando a última grande chance da primeira etapa.


O Ferroviário voltou melhor no segundo tempo. Organizado, pressionou o Bahia nos minutos iniciais e deu trabalho à defesa do time da casa. Quando o Tricolor tentou partir para cima, sofreu um contra-ataque de almanaque. Éder Lima avançou pelo meio, driblou dois marcadores e deu lindo passe para Deysinho na direita. O camisa 7 encontrou Erick Pulga sozinho na pequena área, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes do Bahia. Um golaço do Ferrão na Fonte Nova, aos nove minutos.


Atrás no placar, o técnico Renato Paiva fez duas substituições: tirou Kayky e Diego Rosa para as entradas de Daniel e Lucas Mugni. O empate veio logo depois. Falta pela direita de ataque que Mugni, em sua primeira participação, cobrou com maestria, de perna esquerda. A bola ainda tocou no pé da trave esquerda do goleiro Douglas Dias antes de entrar. Tudo igual na Fonte Nova.


O Bahia teve a chance da virada aos 20 minutos. Daniel aproveitou rebote dentro da área e cruzou para Everaldo, que subiu sozinho entre os zagueiros do Ferroviário, mas cabeceou para fora. A pressão aumentou. Três minutos depois, Daniel apareceu pela direita e cruzou na medida para Ricardo Goulart, que desviou e obrigou Douglas Dias a fazer grande defesa.


Aos 31 minutos, Douglas Dias apareceu novamente para salvar o time visitante. Em novo chute de fora da área de Lucas Mugni, o goleiro espalmou para o meio da área. No rebote, Daniel arrematou de primeira, e Douglas Dias se esticou todo para salvar mais uma vez o Ferroviário.


Aos 38 minutos não deu mais para segurar. Biel invadiu a área do Ferroviário, cortou para tentar o drible em cima de Éder Lima e caiu após o choque. O árbitro assinalou pênalti, muito contestado pelo Ferroviário. Everaldo foi para a cobrança e não desperdiçou: 2 a 1 para o Bahia na Fonte Nova.


Após a virada, o Bahia ainda teve duas chances claras de ampliar, uma com Biel cara a cara com Douglas Dias e outra com Ricardo Goulart já sem goleiro. O castigo veio aos 46 do segundo tempo. Erick Pulga recebeu passe após tabela e finalizou com categoria no canto esquerdo de Marcos Felipe para deixar tudo igual.


Na próxima rodada, o Ferroviário enfrenta o CSA, na terça-feira (14), às 19h30, no Rei Pelé. Já o Bahia recebe o Fortaleza, no mesmo dia, às 21h30, na Fonte Nova.

Comments


bottom of page