Guto lamenta pênalti não marcado: 'Prejudicou bastante o Bahia nessa partida'

"A gente poderia ter feito uma partida já desde o início com um jogador a mais", apontou

Foto: Felipe Oliveira / ECBahia


Técnico do Bahia, Guto Ferreira criticou o pênalti não marcado em favor do Bahia na partida contra o Juventude.


Aos 15 minutos do primeiro tempo, Ronaldo finalizou para o gol vazio, só que a bola tocou no braço de Vitor Mendes antes de sair pela linha de fundo. O árbitro chegou a consultar o vídeo, mas entendeu que era mão de apoio e não marcou a penalidade.


"Nós tivemos oportunidade e fomos prejudicados pela arbitragem. Aliás, muito prejudicados, porque era um lance capital. Seria um pênalti, que a gente poderia fazer o gol, abrir o placar. E ainda o jogador teria que ser expulso. Foi um jogador que deu um carrinho na bola e não pegou a bola, ele tirou a bola com o braço. Mas, fazer o que, né... O VAR chamou. Se fosse um lance sem problemas, o VAR não teria chamado", disse.


"Mas o nosso amigo resolveu chamar para ele a responsabilidade, e essa situação prejudicou bastante o Bahia nessa partida. A gente poderia ter feito uma partida já desde o início com um jogador a mais, quem sabe até com o placar na frente. Talvez, nesse momento, a gente estivesse discutindo outras coisas, porque a tendência é que esse desgaste, essa situação do jogo, pudesse estar mais equilibrada no momento que a gente teria um jogador a mais", completou Guto.

728x90-Campanha-BNAutos.gif